1808
Em Maio :

Hipólito da Costa começou a publicar o Correio Braziliense, em Londres.

Em Setembro :

Entrou em circulação a Gazeta do Rio de Janeiro, primeiro jornal oficialmente publicado em território
brasileiro. Tinha como redatores Frei Tibúrcio José da Rocha, Manuel Ferreira de Araújo Guimarães e Francisco
Vieira Goulart.

1811
Em maio :

Em maio, o tipógrafo Manuel Antônio da Silva Serva obteve licença do governo português para publicar na sua tipografia, em Salvador, o periódico a Idade do Ouro no Brasil.

1821
Em março :

- Passou a circular em Salvador o Semanário Cívico, fundado e dirigido pelo comerciante português José da Silva
Maia.
- No Rio de Janeiro foram lançados os periódicos: O Amigo do Rei e da Nação, de Ovídio Saraiva de Carvalho e
Silva, que circulou até abril de 1821; O Bem da Ordem, do Cônego Francisco Vieira Goulart, editado até dezembro
de 1821; O Conciliador do Reino Unido, de José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu, até abril de 1821.
- Em Pernambuco, o governador Luís do Rego patrocinou o lançamento de a Aurora Pernambucana, periódico
escrito e dirigido por seu genro e secretário o luso Rodrigo da Fonseca Magalhães.

Em Abril :

O Correio do Rio de Janeiro passou a circular. Seu redator era João Soares Lisboa, que manteve o periódico até o
novembro de 1823.

Em Junho :

O impressor-régio Zeferino Zito de Meireles criou o Diário do Rio de Janeiro. Entre 1855 e 1859, teve como
diretor José de Alencar que publicou no jornal o romance O Guarani. A partir de 1860, passou a se dirigido por
Saldanha Marinho e Quintino Bocaiúva. Machado de Assis foi seu redator do noticiário e repórter do Senado até
o término do jornal, em outubro de 1878.

Em Agosto :

- Saiu o primeiro número do Revérbero Constitucional Fluminense, periódico de Joaquim Gonçalves Ledo e Januário
da Cunha Barbosa. O jornal circulou até outubro de 1822, sendo produzidos 48 números ordinários e três
extraordinários.
- Saiu o primeiro número de A Malagueta, jornal do português Luiz Augusto May. Teve edições regulares até junho
de 1822 (duas vezes por semana) e irregulares até 1833.